segunda-feira, agosto 27, 2012


1. Bella Borges, quanto tempo você levou para criar a obra “Capuleto” e a que se deve tanta inspiração?

Eu comecei a escrever a obra no final de 2010 e acredito que a terminei em janeiro de 2011. Bem, me lembro de que meu pai tinha me chamado para assistir o Cirque Du Soleil, e enquanto assistíamos, as luzes diminuíram e então entrou uma menina muito linda e delicada, passeando pelo palco. Foi neste momento, que Capuleto começou a ser produzido. Apenas na minha cabeça, pois sou preguiçosa, e apenas escrevo quando vejo que realmente vale a pena. Escrever Capuleto foi fácil, o maior desafio que eu tive foi criar o título. Eu adoro criar nomes de meus personagens, é como se eu criasse o nome de meus filhos de uma maneira divertida. Antes mesmo de criar a cena do beijo, eu criei os nomes: Julieta, Mary Jane e Sophie para as minhas personagens. Logo que terminei, tinha que procurar algum título que chamasse tanto atenção quanto à história em si. O máximo que consegui foi Capuleto, o que foi muito óbvio. Na verdade, Capuleto não deveria ter esse nome, mas acabei desistindo e hoje eu não escolheria nome melhor para esta história do que este.



2. O fato da personagem principal, Julieta, ser uma estrela no Universo da dança, teria essas características, alguma semelhança com a sua vida pessoal?


Não, eu sou o oposto de Julieta nessa questão de dançar. Ela é muito delicada e quando ela dança todos ficam maravilhados com sua beleza. Já eu nunca fiz balé, quando eu era criança minha mãe queria que eu fizesse aulas, mas eu me recusava. E hoje, sou desajeitada e quando vou para alguma festa, eu danço do meu jeito (Não pensem que eu danço bem). O que é bizarro já que eu escrevi a história de uma bailarina. Mas, apesar de fisicamente não termos nada em comum, eu coloquei muito da minha personalidade em Julieta, mas apenas o lado dos defeitos. A outra parte, as qualidades, eu coloquei tudo na personalidade de Will. Afinal, Julieta não poderia ser totalmente perfeita. Julieta é uma mulher muito persistente, teimosa, sonha muito alto e não aceita um "não" como resposta. Essa sou eu. Porém, eu coloquei algo extra nela, que diverte muito os leitores, ela sempre tem uma resposta na ponta da língua para dar. Isso eu peguei da personalidade de uma de minhas amigas. Você verá em várias situações em que Julieta vai te surpreender agindo de tal modo que você não esperaria. Ela é muito surpreendente e sempre vai fazer o que você menos espera. Não espere ler sobre uma pobre menina que sofre por amor, ela é uma mulher diferente das outras que você já viu.



3.  Você aborda em sua sinopse que “Capuleto” se trata de uma obra de amor incondicionalmente puro, onde William e Julieta vivem esse grande amor. Em sua vida pessoal, você vive um amor como esse? E como você mesma descreveu “Capuleto trás à tona sentimentos esquecidos por nossos corações cansados”, então, como abordar um assunto do qual o “sentimento” já é esquecido por muitos?


Sim, posso dizer que eu vivo um grande amor. Mas não posso compará-lo com o amor de Julieta e Will, pois acredito que cada amor é único. Bem, hoje vivemos em um Mundo racionalista. E não é por causa da tecnologia, são as pessoas que estão cada vez mais racionais, e com isso eu me sinto um peixe fora d'água. Eu sou totalmente anti racional. Eu valorizo demais a emoção e as escolhas do coração, para mim, ele está sempre certo. Eu vejo vários jovens postando no facebook dizendo que foi para o lado da emoção e se deu mau. Bem, eu já me decepcionei muitas vezes, mas eu nunca saí do lado da emoção. Em minha opinião, se você quer evitar sofrimento, não seja racional. Eu sou muito sentimental desde que me conheço por gente, e por consequência disso, meus melhores amigos são racionais. Não me dou bem com pessoas muito sentimentais, porque de sentimental eu já tenho de sobra aqui comigo. Acredito que as pessoas tem que dar valor a emoção e repensar sobre as questões de seu coração. Se você discorda, tudo bem. Mas posso garantir que sou alguém que não vive mais sem esse lado emocional e sou muito feliz por isso. Então, vou dar um conselho de uma de minhas frases favoritas: "Diga às pessoas que você as ama, enquanto elas podem ouvir". 


4. Quem é Bella Borges? Conte-nos um pouquinho sobre você.


Meu nome é Isabella, nasci dia 30 de abril, sou beatlemaníaca, amante da Europa e musicas britânicas, sou apaixonada pelos livros do Nicholas Sparks, seriados de comedia, e amo os animais e o meio ambiente. Sou muito romântica e adoro sonhar acordada. Eu agradeço por um aspecto meu que é ser uma pessoa romântica e que acredita no amor. Eu sou daquelas que acreditam no "Para Sempre" e que sempre se pega em dúvida "Será que eu vivi o século 19?" Que, na minha opinião, foi o melhor século da história. Quando criança, eu tinha um objetivo: Ser famosa. Eu não sabia como, mas era meu grande sonho. Eu adorava cantar para a minha família quando pequena. E eu cresci com isso. Em vários momentos eu já pensei em cantar em palcos, mas hoje firmei meus pés no chão. Aos dez anos, compus minha primeira música e até hoje tenho esse dom para escrever (A trilha sonora de Capuleto é toda escrita por mim). Aos doze anos, descobri um site de fanfics e foi lá que me apaixonei pela leitura. Aos quatorze, eu tive coragem e enviei minha primeira quadrologia. Ao ver o tamanho de leitores satisfeitos com a história, me deparei a escrever mais. Eu sempre fui muito para o lado da arte, adoro literatura e teatro, e eu acredito que vou trabalhar em alguma área dessas apesar de meu sonho ser de me formar em veterinária. Outro fato sobre mim é: O que eu tenho de facilidade na escrita, eu tenho de dificuldade com números. É como eu disse antes, sou totalmente anti racional. E mais, eu nunca estou 100% focada em algo. Nem mesmo em meus livros. E os leitores percebem isso! Que apesar da personagem estar fazendo tal ação, ela está pensando em algo diferente. E isso é ótimo porque o leitor nunca vai ficar entediado com o personagem. Na escola, eu nunca fui a mais popular, a mais bonita, a mais inteligente e nem a mais legal (risos). Na verdade, eu sempre fui a menos normal (estranha) da sala de aula. E eu adorava isso, por que eu me sentia diferente. As meninas adoravam brincar de Barbie, enquanto eu queria brincar de carrinho com os meninos. Até hoje acho os brinquedos de meninos mais interessantes do que de meninas. Isso foi ótimo para a minha vida, pois assim eu conquistei os amigos verdadeiros que eu tenho hoje. Então, seja sempre você mesmo. Seja você "menos normal" ou não. Afinal, ser normal é muito chato!



5. Como está sendo a divulgação da Obra?


Está maravilhoso! É um sonho sendo realizado e os leitores são muito queridos com a história, eu fico muito feliz! Agradeço a todos que deram uma chance ao livro, e ao blog, por ter deixado um espacinho para Capuleto! Meus personagens agradecem!



6. Você possui outras obras? Ou está trabalhando em algum projeto novo atualmente?


Sim! Tenho mais dois livros além de Capuleto! Tem Believe Me, que foi escrito antes de Capuleto, no início de 2010 e tem Fix Us, que foi escrito neste ano, 2012. Believe Me é uma história onde não se foca mais no romance dos personagens, mas sim em torno de todos os outros personagens do livro. Os personagens principais são Ronie, Daniel e Jane. Antes que me perguntem, não é um triângulo amoroso. Ronie e Jane são irmãs e elas têm que enfrentar uma realidade depois de um acidente que mudou a vida de ambas. E Daniel, tem um pouco haver com esse certo acidente, e ele quer ajudar Ronie a superá-lo. Mas como superar algo que ela vê todos os dias? O livro conta a história do romance entre Ronie e Daniel, e, além disso, ela tem que cuidar da irmã mais nova que ainda está terminando a faculdade. As diferentes personalidades das irmãs e o romance são os pontos fortes da história. Fix Us é uma história muito querida que desperta nos leitores como você possa dar a volta por cima em sua vida. Josh sempre foi um homem bonito, rico e que adora passar as noites com mulheres. Mas logo depois de um acidente, ele perdeu a memória do dia do nascimento até o momento da queda. Sua enfermeira, Nataly, é uma pessoa muito bondosa e quer sempre ajudar o próximo. Ela sente pena de Josh e oferece ajuda para descobrir quem ele é. Mas é claro que isso tudo não seria um mar de rosas, afinal Nataly também descobre coisas sobre Josh muito desagradáveis, o que a leva a pensar em deixá-lo.···.


7.  Vemos em suas páginas Oficiais o quão carinhosa você é com seus leitores e amigos, como você é recebida com sua Obra por eles? Como tem sido a repercussão da mesma?

Obrigada! (risos) Bem, todos os leitores de Capuleto apoiaram a obra e gostaram. Menina adolescente, um menino rockeiro e até mesmo uma mulher de trinta anos, dizem que a obra é excelente. Ou seja, eu não sei exatamente qual é o meu público alvo, mas fico feliz em saber que vários tipos de pessoas curtiram a leitura. A maior parte dos meus amigos leu a história, e eles não são de ler livros românticos. E adivinhem? Adoraram! No meu site tem entrevistas com leitores de Capuleto, se vocês quiserem dar uma olhada e souber as opiniões deles, fique a vontade! Eu percebi que os leitores de Capuleto o consideram uma história muito surpreendente. Todos que leram afirmaram isso. Porque você começa a ler a história achando que tudo é perfeito e que tudo ficará bem no final. Mas tem cenas que contradizem tudo o que você imaginou que aconteceria, e no final... Bem, a vontade é de falar mal da autora (risos). Apesar de todos acharem muito surpreendente, eles se emocionaram com o final. Não era aquilo que ninguém esperava, mas todos sentiram algo com a história quando acabou. E eu fico feliz com isso, saber que meus leitores sentem certo sentimento com a história. Eu soube de leitores que choraram no final, outros que, como diz o Matthew, "Deixou cair uma ou duas lágrimas", e outros não choraram, mas aprenderam algo com a história. Achei interessante ver como cada leitor vê os casos. A minha corretora, que também é minha grande amiga, leu o livro ao meu lado e ela simplesmente achava engraçado! E eu fiquei indignada, como você ri numa tragédia romântica?! E ela conseguia ver pequenas gracinhas dos personagens que nem eu tinha percebido! Como por exemplo, tropeços ou tiradas de amigos. Uma das críticas que mais me chamou a atenção foi que apesar da história em geral ser triste, eu ainda consigo arrancar risadas de leitores pelos efeitos cômicos. E a outra, que eu dou vida aos meus personagens. Que eles parecem mesmo reais. Eu senti meus olhos brilharem ao me disserem isso. Sério. Três coisas que eu tenho certeza sobre meu livro graças aos meus leitores: Todos amam o Matthew, ele é o queridinho dos leitores de Capuleto; A história é surpreendente e todos odeiam o personagem Antônio. Se preparem! 

Acessem o Site da Autora: http://www.bellaborges.com.br/portal/

Por Insana KZ.
Aos 
Fissurados por Livros.

Reações:

20 comentários:

  1. Que linda a Bella. Nossa adorei, onde compro capuleto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, flor!
      Entre em contato comigo que te enviarei todos os tipos de compra para Capuleto!
      bellapborges@gmail.com

      Xx. Bella

      Excluir
    2. Vou entrar sim. Valeu querida. Quero muito ler a obra.

      Excluir
  2. Amei também. Bella borges é muito meiga e linda. Eu abri o site dela mas não vi onde compra a obra capuleto. O site dela também é muito lindo e delicado. beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, obrigada! Que bom que gostou da entrevista e do site!
      Entre em contato comigo que te enviarei todos os tipos de compra para ter seu Capuleto!
      bellapborges@gmail.com

      Xx. Bella

      Excluir
  3. Muito legal a trama de Capuleto. Com certeza vou gostar de ler.

    ResponderExcluir
  4. Quero capuleto para mim \o/

    ResponderExcluir
  5. A Bella realmente é uma fofa! Estou ansiosa para ler essa, q parece ser uma trama magnífica! Parabéns por essa conquista, Bella! Nunca pare de escrever. Nem de sonhar. ;)

    ResponderExcluir
  6. Estou encantada pela sua desenvoltura em responder as perguntas desta entrevista. Uma parte que me chamou a atenção, foi a que você do que gosta de escrever, de teatro, mas sonha em ser veterinária! Acredito que podemos ter sucesso em várias coisas diferentes. Para alguém como eu, é isso que torna a vida tão maravilhosa: quando temos a oportunidade de sonhar e realizar tanta coisa diferente! Isso é ser dinâmica...acredito que isso seja o melhor remédio contra o tédio. Lute por tudo o que você quiser...porque o sucesso é certo para quem é determinado! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comentário acima é meu.. Eu não sabia colocar o nome!

      Excluir
  7. Este comentário é meu! Nao sabia colocar o nome!! Laryssa.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário é meu! Nao sabia colocar o nome!! Laryssa.

    ResponderExcluir
  9. Adoro a Bella e acho que ela ainda tem um caminho enorme e lindo pela frente!
    Parabéns pela entrevista, flor!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns por essa grande conquista Bella (ou como eu prefiro Senhora Pereira kk) Te desejo toda sorte hoje e sempre e mt,mt sucesso,amei o seu livro..bjão

    ResponderExcluir
  11. Oi gente! Aqui e' a Bella, e muito obrigada pelo carinho de voces sobre a entrevista, site e a obra!
    Queria compartilhar com voces o Book Trailer do livro! Espero que voces se apaixonam, junto com os personagens, com esta historia <3
    http://www.youtube.com/watch?v=TC3T93UpT2Y&feature=youtu.be

    Xx. Bella

    ResponderExcluir
  12. Essa jóia tão rara é a talentosa da família... Me sinto tão orgulhosa de ser sua titia... Parabéns, mimha querida!!!!!!! Deixe aflorar toda a sua sensibilidade que muitos outros "Capuletos" virão...

    Bjokas!!!

    Dos tios e da priminha de Bsb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês devem estar orgulhosos mesmo. Essa menina tão novinha e tão batalhadora por seu sonho dá de 10 a 0 em muitos idosos por aí... rs

      Excluir
  13. Mais uma para o clube, a família imaginários cresce a cada dia. Parabéns Bella, que faça muito sucesso com suas obras.

    ResponderExcluir
  14. Muito bom esse livro, eu já li e não me arrependi. Não é grosso e é uma leitura bem descontraída, vale a pena tirar pelo menos 5 minutos do seu dia para ler, vale a pena.

    ResponderExcluir
  15. A Isabella é uma pessoa espetacular! Esse é só o começo de um futuro ainda mais brilhante!!! Quero ler todas suas futuras produções também.

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas serão excluídas do blog. Todos tem direito de opinar, criticar, entre outros, mas ao usar de palavras inapropriadas, seu comentário será removido. Att.